LER - forma ideal de prazer

29-Oct-2018

     

 

    “Não há livro tão ruim que nele não se aprenda algo de bom!” (Plínio, o Moço)

 

         Essa afirmativa do escritor e filósofo da Antiguidade assegura-nos o poder da leitura e o grande fascínio que o livro exerce sobre a mente humana. Tudo depende de como nos deparamos com o assunto e com que estado de espírito lemos o livro escolhido.

         Quem lê, viaja, foi o slogan utilizado com propriedade pela Câmara Brasileira do Livro em uma de suas campanhas de incentivo à leitura de maior sucesso há alguns anos.

Viaja para além da imaginação, envolvendo-se nos costumes de outros povos, mergulhando no conhecimento de coisas antes ignoradas, conhecendo terras e países longínquos, climas diferentes, regiões áridas e quentes, outras úmidas e geladas, tudo isso sem sair de lugar fisicamente.

         É o prazer que um livro nos oferece, melhor dizendo: é o desenvolvimento da nossa intelectualidade e melhoria de nossa cultura, colocando-nos para pensar, capacidade única do homem.

         A  leitura é indispensável à nossa vida.

         Autores consagrados ou iniciantes, editores e livreiros lançam-se com afinco ao garimpo de novos títulos, à distribuição e apresentação ao leitor de assuntos variadíssimos - literatura infantil, infanto-juvenil, romances, contos, crônicas, pensamentos, auto-ajuda, ciência, psicologia, poesia, e muito mais - livre para escolher dentro de seu critério e gosto, aquele que lhe fará companhia numa leitura prazerosa e agradáveis momentos juntos.

Professores incentivam alunos a lerem livros e criam-se programas alternativos para que esse gosto se alastre e o seu desenvolvimento se expanda.

         Ademais de tantas informações que nos chegam virtualmente, o livro continua sendo o meio mais prático e seguro.

         À medida que a evolução dos povos se fez, desde tempos imemoriais, já se guardavam em pergaminhos em grandes bibliotecas - algumas foram destruídas, constituindo-se numa grande perda para a humanidade.

        De lá até nossos dias as técnicas favoreceram a popularização do livro e a sua produção: o miolo, papel, capa, ilustrações, desde brochuras simples e publicações em preto e branco a encadernações primorosas em policromia, para encanto não só das crianças, mas de todos nós.

         Leia, leia bons livros e instrua-se!

        

 “O que é lido com prazer é comumente retido na memória, porque o prazer sempre assegura atenção; os livros que são consultados por necessidade e examinados com impaciência raramente deixam quaisquer traços na mente.” (S. Johnson)**

 

 

*Escritora – Presidente da Academia de Letras e Artes de Araguari e Membro Efetivo da Academia de Letras do Triângulo Mineiro – Cadeira nº 28 – Patrono Érico Veríssimo

** Citação In Jornal CLUBINHO DA LEITURA – Nº 04 – março/abril-2006 – Casa de Leitura ZÉLIA GATAI – Barra do Jacaré - PR

Please reload

Posts Em Destaque

A Barca que uniu Gil e Gessy

6-Dec-2018

1/3
Please reload

Posts Recentes